Dia do Saci Pererê

No dia 31 de outubro comemora-se o dia do Saci Pererê, eu nem sabia que o Saci tinha um dia especial para ele, mas isso é interessante para manter vivo, no imaginário infantil, o folclore brasileiro que vem perdendo espaço para os modismos estrangeiros, a exemplo do Halloween (dia das bruxas) celebrado também nesta data. 

O Saci Pererê, conhecido como o "neguinho" de uma perna só, pitando sempre o seu cachimbo, usando um gorro vermelho que lhe concede encantamento (poderes mágicos). É considerado por alguns uma figura malévola, por outros é visto como um ser brincalhão que costuma pregar peças como fazer tranças nos cabelos dos animais, depois de deixá-los cansados com correrias; atrapalha o trabalho das cozinheiras, fazendo-as queimar as comidas, ou ainda, colocando sal nos recipientes de açúcar ou vice-versa; ou aos viajantes se perderem nas estradas. Os estudiosos em folclore brasileiro acreditam que a sua origem é indígena, nasceu no Sul e Sudeste do País, durante o período colonial.O Mito do Saci está relacionado às matas, às plantas medicinais, ele é a divindade guardiã da sabedoria dos chás, dos preparos das beberagens e medicamentos oriundos na natureza. Para adentrar nas matas ou colher plantas para finalidade de cura se faz necessário pedir licença ao Saci, pois ele com seu encantamento pode confundir as pessoas não merecedoras e que não respeitam a natureza. 

O meu primeiro contato com o Saci foi na infância através dos livros de Monteiro Lobato e depois no programa Sítio do Pica-Pau Amarelo, sempre tive uma simpatia por esse personagem por suas peraltices, eu, meu irmão e amigos íamos para a mata tentar capturar o Saci, para isso, colocávamos uma peneira em um local que ventilasse bastante e ficamos esperando passar um vento forte para derrubar a peneira e prender o Saci, a nossa imaginação era fértil, infelizmente não conseguimos bater um papo com ele no nosso mundo real.

O importante é manter a nossa cultura popular viva e para isso tivemos escritores que contribuíram com esse legado, a exemplo do Monteiro Lobato, atualmente Maurício de Souza com personagem Chico Bento que é um matuto da roça nas histórias da turma da Mônica. Ziraldo consagrou o Saci com a criação da turma do Pererê. 
Valorize a Cultura Nacional!

Referências: Wikipédia, Infoescola

Comentários

Postagens mais visitadas