Contato Imediato – Parte II



Na primeira parte do post Contato Imediato, relatei como se deu o meu encontro com os “homenzinhos” que me levaram até a sua “casinha”, me examinaram e introduziram “algo” no meu ouvido esquerdo. Essa descrição tão infantil reflete uma narrativa a luz da compreensão de uma criança sobre os fatos. Passados umas dezenas de anos, é mister uma análise na ótica da ufologia alicerçada a psicologia, no entanto, ficam aqui os fragmentos da minha compreensão diante do ocorrido.

Tomando como referência o artigo da Revista Superinteressante, de junho de 2005, que descreve contato imediato como um encontro com o fenômeno ufológico, ou a relação entre humanos e extraterrestres, partindo por essa linha de raciocínio, percebe-se que o meu encontro com aqueles “homenzinhos” foi, inegavelmente, um Contato Imediato de Quinto Grau (CI-5).  Os especialistas baseiam os contatos em uma escala, conforme essa escala o que aconteceu comigo, o CI-5 é considerado um contato mais íntimo entre humanos e extraterrestres. Situação em que o observador chega a entrar no óvni, voluntariamente ou não. Sendo à força, fica caracterizado um seqüestro, chamado na ufologia de abdução.

Na casuística ufológica há diversos relatos de retiradas de chips ou artefatos que são implantados nos humanos por seres extraterrestres. No meu caso, não posso afirmar se tive, se tenho ou não implantado um desses artefatos,  mas me  lembro bem que o homenzinho e a mulher introduziram “algo” no meu ouvido. Depois daquela experiência o que sucedeu foi seqüência e seqüencias de dores no meu ouvido esquerdo.

No final do ano em que ocorreu o encontro, eu e meu pai viajamos para a casa dos meus avós, no interior de Sergipe, como faço aniversário em dezembro, havia completado seis anos.  Então, chegando a Sergipe, comecei a sentir um barulho como um bater de asas no meu ouvido, parecia que tinha um inseto ou besouro querendo voar e novamente sentia muitas dores, acompanhada de peregrinação aos médicos na capital que nada descobriram de errado comigo.

Parecia que os seres queriam fazer contato novamente. Onde os meus avós moravam não  havia luz elétrica e era costume a noite, ficarmos no lado de fora da casa, sentados na calçada, as mulheres conversando e os homens na outra extremidade ouvindo “A voz do Brasil” ou jogo de futebol, num rádio de pilhas. Recordo que numa noite daquelas, a minha avó, mulher muito sensitiva, disse que havia uma “eletricidade” no ar, referindo-se a uma energia que ela estava sentindo, e todos os presentes sentiam muito calor e eu sentia as “asas” que batiam mais forte do que o costume no meu ouvido. Antigamente, no interior dormia-se cedo e assim que terminou a transmissão da Voz do Brasil, entramos para deitar.

Assim que cheguei ao quarto dos meus avós, vi sob uma cadeira, um pequeno disco com luzes coloridas, então eu chamei a atenção dos meus avós apontando em direção do objeto e dizendo:  “olhe as luzinhas coloridas ali embaixo da cadeira”. Os meus avós nada enxergaram e, em seguida, entraram no quarto meu pai e meu irmão que também nada notaram. O meu irmão foi na cozinha, pegou uma vassoura e bateu na parede e eu dizia: “mais prá lá, mais prá lá”...

Na verdade, eu via além da parede, havia ali um portal aberto por aquela sonda, ou um artefato que o valha. Eles haviam me encontrado através do objeto que colocaram no meu ouvido. Apenas a minha avó acreditou que eu estava “vendo algo” e me tranqüilizou dizendo que as luzes não iam fazer nada comigo. Se fizeram algo, eu não lembro, só sei que ao amanhecer o dia eu estava deitada embaixo da cadeira, na qual vi as luzes.

Essa história continua no próximo post - Contato Imediato – Parte Final.
Leia: Contato Imediato - Parte I
Simone Anjos

Fonte de pesquisa sobre Contatos Imediatos, Revista Superinteressante: http://super.abril.com.br/tecnologia/sao-contatos-imediatos-445859.shtml.

Comentários

  1. Boa noite, meu nome é Alexandre, vim fazer uma visitinha em seu blog, parabéns muito legal e de bom gosto, aproveito p/ convida-la a conhecer e seguir nosso blog de ufologia será bem vinda por lá, o endereço é : noticiasccufologia.blogspot.com , vou ficar aguardando sua visitinha obrigado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Junte-se a nós, conte a sua estória, história ou vivência, mesmo que você ache surreal, é aqui mesmo que ela tem vida.Comente, participe! Agradecemos a sua visita ao Mundo Não Real!

Postagens mais visitadas