quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Encontro com um Elemental



Lembro do dia em que eu e meu irmão atravessamos o bananal e chegamos numa plantação de cana, próximo ao brejo. Atravessar o bananal não era uma tarefa fácil, pois naquela região havia muitas cobras, e nós éramos crianças, eu por volta dos oito anos e meu irmão com dez.

Ao chegarmos à plantação de cana, avistamos uma bela cana mais distante e adentramos mais e mais, imediatamente, senti uma sensação de estar sendo observada (sempre tive uma percepção sensível para o sobrenatural), eu e meu irmão olhamos ao mesmo tempo para o lado, e vimos uma folha larga que nasce no brejo, se transformando em um “homenzinho verde”, com olhos enormes piscando e um sorrisozão que pulava daquela boca grande, ele nos olhava, sorria e acenava chamando para brincar...

Bem, eu não dei importância aquele ser porque eu via coisas piores, já o meu irmão queria sair correndo, lembro bem da minha resposta: “a gente veio até aqui para levar esse bananão”, me referindo da cana. E assim o fizemos.

Anos depois tive consciência de que aquele ser era um Elemental. Elementais são espíritos existentes na natureza, vivem nos Reinos Encantados, aparecem num momento e desaparecem no outro, deixando-nos na dúvida se realmente os vimos ou imaginamos.

Até hoje, o meu irmão me questiona se realmente vimos aquele ser, e eu respondo indagando-o, como não? Se não foi uma visão apenas de um de nós, mas uma experiência a dois.

Os Elementais vivem em harmonia com a natureza e agem como guardiãs, hostilizando, muitas vezes, os seres humanos. Aquele Elemental foi “simpático” conosco porque éramos inocentes e não tínhamos interesse em agredir a natureza.

Ao adentrarmos em ambiente da natureza, matas, florestas, rios ou mar, devemos ter respeito e responsabilidade com o meio ambiente, principalmente, devemos pedir licença aos seus Guardiões: Silfos, Salamandras, Ondinas e Gnomos.

Assim aconteceu o nosso encontro um Elemental...
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junte-se a nós, conte a sua estória, história ou vivência, mesmo que você ache surreal, é aqui mesmo que ela tem vida.Comente, participe! Agradecemos a sua visita ao Mundo Não Real!